Um mês em fotos: desafios fotográficos para quando faltam ideias

By Rita Varandas - sexta-feira, abril 07, 2017

Faz agora um ano, estávamos a deixar os empregos e a preparar tudo para aquela que viria a ser a maior viagem das nossas vidas. Vacinas, medicamentos, tendas, mochilas. Levar o Gili à mãe, fazer a contagem da água e da luz, desligar o gás.

Ufa! Deu trabalho preparar a viagem, mas só assim seria possível passarmos três meses fora de Portugal e longe de tudo o que nos é familiar. Entretanto, já regressámos a Portugal, voltámos a sair, estamos a viver noutro país, a aprender outra língua. Parece-me que essa viagem aconteceu noutra vida...

Naquela altura era fácil encontrar um motivo para fotografar, mas a vida de todos os dias (infelizmente) não envolve viajar o ano inteiro e as coisas corriqueiras, como o monte de roupa para engomar, a cama por fazer, o trajecto para o trabalho, podem parecer temas menos interessantes do que uma praia deserta com água azul turquesa. Parece-me mais difícil encontrar e dar vida aos objetos mundanos.

O que me leva aos desafios fotográficos.

Uma lista com 30 objectos, conceitos, momentos banais, inspirações de todo o género para fotografar, se possível, todos os dias. Obriga-nos a estar mais atentos ao que nos rodeia e sair um pouco do modo automático com que às vezes levamos os dias. 


"Creativity is intelligence having fun." - Albert Einstein  

Depois de uma pesquisa, reuni os que me pareceram mais interessantes e acessíveis. Não vale a pena começar com temas muito subjectivos com os quais matamos a cabeça e não encontramos inspiração. Ela há-de vir por si, com coisas simples e, sobretudo, muita prática.


Outro desafio interessante é tirar no mínimo 50 fotografias que mostrem um dia na nossa vida. Onde acordamos, a luz que entra pela janela, com quem despertamos, o caminho para o trabalho, as refeições, os colegas de trabalho, o regresso a casa, enfim. Funciona como uma reportagem pessoal e parece-me interessante reviver estes pequenos pedaços do quotidiano.

O Pinterest é também uma óptima fonte de inspiração. Sempre que tenho algum conceito em mente passo longos minutos a visitar as galerias, a fazer pins e álbuns.

Há sempre alguma disciplina envolvida em todos os desafios. Os dias são diferentes e alguns mais complicados com imprevistos ou falta de tempo, portanto, na minha opinião quem dia 30, diz 20 ou 15.
O importante é ter a fotografia em mente e querer fotografar o máximo possível. 😊

  • Share:

You Might Also Like

0 comments